31 de outubro de 2018

O presidente do CRMV-DF, Médico Veterinário Laurício Monteiro Cruz recebeu o diretor comercial da Brasmed, Juarez Freire da Silva para discutir a possível regulamentação da produção de equipamentos de uso Médico-Veterinário, em âmbito nacional.

Para Juarez, parte dos instrumentos e equipamentos que chegam ao país, sem referências suficientes para manutenção e reposição de peças. A proposta do diretor é de se criar uma certificação ou algum tipo de regulação deste mercado, não apenas “o padrão Anvisa”, mas também participação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA e Sistema CFMV/CRMVs, esclarece Juarez.

O representante da Brasmed explica que existe uma grande discrepância entre a produção de alguns equipamentos. “Um aparelho para salvar a vida do animal, como um monitor cardiaco, pode ser qualquer um ou foco cirúrgico, para clarear, você não tem nenhum controle para fazê-lo. Mas para fabricar um soprador ou um secador você tem que passar por um teste bastante rigoroso. É uma discrepância muito grande”, esclarece.

No CRMV-DF, Juarez encontrou uma possibilidade de diálogo sobre o assunto para que esta discussão possa progredir, reunindo os órgãos de governo, do próprio sistema CFMV/CRMVs. Na reunião, ambos combinaram que reunir mais informações e futuramente promover um encontro das entidades envolvidas para iniciar algo concreto.

Brasmed Laurício

Assessoria de Comunicação Social do CRMV-DF