A Diretoria do CRMV-DF, representada pelo seu Vice-Presidente, Méd. Vet. Saulo Borges Lustosa e a Secretária-Geral, Méd. Vet. Waleska Coelho Sajnovisch Gouveia esteve hoje no gabinete do Deputado Distrital Rodrigo Delmasso, acompanhados do Diretor da Vigilância Sanitária do DF, Med. Vet. Manoel Silva Neto, para tratar do Projeto de Lei 2081/2018 de autoria do parlamentar. Também participaram da reunião, a presidente da Proanima, Mara Moscoso e a Advogada, Ana Paulo Vasconcellos, da OAB-DF.

Em comum acordo, os representantes das entidades orientaram o Deputado Dalmasso pelo veto do projeto de lei, por entender que ele reúne muito assuntos, de diferentes interesses e que poderia ser dividido em outros projetos de lei e assim discutidos com maior profundidade. “Por mim eu não tenho nenhuma objeção pelo veto. Se não atende a sociedade, vamos vetar, mas eu gostaria de que todos vocês me orientassem para discutir novas ideias” explicou o parlamentar, que disponibilizou o seu mandado para acampar a temática do direito dos animais e seu bem-estar.

A Secretária-Geral do CRMV-DF, Waleska colocou o conselho a disposição do parlamentar para consulta na criação de novos projetos de lei que abordem o bem-estar animal sob o ponto de vista técnico que a medicina veterinária possa colaborar. “Nós agradecemos a sua atenção Deputado, já que ofereceu o seu gabinete para ampliarmos a discussão do assunto e aceitou nossas orientações.” O Vice-presidente, Saulo complementou: “O CRMV-DF possui várias Câmaras Técnicas, como por exemplo, de Bem-Estar Animal, de Educação em Medicina Veterinária, de Animais Silvestres que podem colaborar com as discussões técnicas” explicou Saulo sobre possíveis projetos de lei que o parlamentar queira apresentar.

Saulo manoel Dalmasso Todos Dalmasso

Outras pautas

A reunião foi muito rica e todos os participantes colaboraram, inclusive com ideias além do PL 2081/2018 que provocou o encontro. O Méd. Vet. Manoel Silva Neto, que é diretor da Vigilância Sanitária do GDF e membro do grupo de trabalho sobre o projeto em questão, levantou a necessidade de concurso público para contratação de Médico Veterinário para o quadro de pessoal do governo. “Nosso último concurso foi em 1993, já passou muito tempo e nós precisamos de mão de obra” explicou o diretor.

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Distrito Federal cumpre com o seu papel institucional que é oferecer orientação técnica a órgãos de governo no que tange a Medicina Veterinária e a Zootecnia. A entidade acredita que a a união de entidades não governamentais, o próprio governo e as casas legislativas, em todos os âmbitos, juntas podem fazer a diferença.

Assessoria de Comunicação Social do CRMV-DF

26 de fevereiro de 2019