Notícias

            O Portal Soul Vet foi idealizado pela Dra. Carla Soares, uma Médica Veterinária nômade, holística e pesquisadora, que viajou por diversos países e lugarejos buscando compreender através da vivência e da experiência em diferentes culturas, como essa linha terapêutica integrativa tem sido exercida. No portal www.soulvet.com.br, Médicos Veterinários dedicados à medicina holística/integrativa poderão divulgar seus trabalhos e experiências, entrando em contato com a equipe do Soul Vet.

            O Soul Vet é um banco de dados formado pelos Médicos Veterinários Holísticos/Integrativos do mundo, estudantes de medicina veterinária interessados no assunto e tutores, que buscam essa forma de tratamento para seus Pets. A missão do Portal Soul Vet é integrar consciências, divulgar atividades dos profissionais, eventos e pesquisas, onde sua missão é conectar, divulgar, e integrar essa forma de exercer a medicina veterinária, de forma não-segregada, sinergética e acima de tudo respeitosa.

            O Portal Soul Vet abordará vários assuntos da medicina integrativa/holística (Bem-Estar, homeopatia, reiki, alimentação natural, ozonioterapia, florais, essências vibracionais, fisioterapia, acupuntura, fitoterapia, fitoenergética, radiestesia, dentre outros), bem como ciência e espiritualidade, como previsto pelo Código Internacional de Doenças. A espiritualidade será abordada em diversos aspectos científicos, com estudos neurológicos, semiológicos e mediúnicos, visando o autoconhecimento do profissional e aspectos energéticos do animal/tutor, abordando além disso, aspectos de auto-entendimento, ego, plenitude e felicidade, proporcionando um caminho mais equilibrado ao próprio médico veterinário.

            Uma das atividades do portal é colocar os estudantes de medicina veterinária em contato com os profissionais da área, de modo que estes possam ampliar seus conhecimentos, considerando se tratar de um tema muitas vezes não abordado nas vivências acadêmicas. Esta conexão poderá ser feita através do banco de dados, e da divulgação de vagas de estágio, experiências e empregos.

          O portal Soul Vet tem ainda um link chamado “Vet Nômades”, onde experiências de vida serão compartilhadas, integrando os profissionais que moram em locais distantes e inóspitos, com os profissionais dos grandes centros. O portal é feito de histórias de vida, e neste link, todos os profissionais poderão relatar seus aprendizados e histórias aprendidas durante a sua própria caminhada (Tao).  O Portal Soul Vet terá um imenso prazer em contar a sua.

            Desta forma, todos os profissionais, estudantes, empresas e tutores são bem-vindos ao multiverso do Soul Vet. Um Portal que trabalha para conhecer, integrar e divulgar o trabalho dos Médicos Veterinários que trabalham com a alma. Seja um assinante e faça parte desta rede.

Fonte: portal Soul Vet

IMG 20170517 WA0005

Dois veterinários, um biólogo e um auxiliar técnico da Fundação Jardim Zoológico de Brasília embarcaram nesta segunda-feira (23) para a Chapada dos Veadeiros. Eles vão montar dois pontos de apoio para o socorro de animais feridos pelo incêndio no local, iniciado na terça-feira (17).

Equipe composta de veterinários, um biólogo e um auxiliar técnico leva também medicamentos, kits cirúrgicos e vários equipamentos para o tratamento dos animais vítimas do incêndio na Chapada dos Veadeiros. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Equipe composta de veterinários, um biólogo e um auxiliar técnico leva também medicamentos, kits cirúrgicos e vários equipamentos para o tratamento dos animais vítimas do incêndio na Chapada dos Veadeiros. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Os funcionários do zoo serão responsáveis por organizar os serviços de cuidado a esses animais e se juntarão a organizações não governamentais que já estão na Chapada.

“Vamos auxiliá-los sobre o que fazer, já que eles não têm tantas informações técnicas”, informa o diretor-presidente do Zoológico de Brasília, Gerson de Oliveira Norberto, que integra a equipe da instituição.

O grupo ainda leva medicamentos, kits cirúrgicos e vários equipamentos para o manejo de vários tipos de animais. A ideia é que os voluntários que já estão na Chapada tenham uma rápida capacitação para utilizar as ferramentas de manejo.

Ainda não há uma estimativa de quantos animais estão precisando de socorro. O foco, de acordo com Norberto, será resgatar e tratar aqueles que estão cercados pelas áreas atingidas pelo fogo. “Vamos começar uma busca ativa por onde o incêndio já foi controlado”, explica, ao contar que os principais cuidados serão com intoxicação e queimadura.

A equipe, a princípio, ficará no parque até quarta-feira (25) para traçar um diagnóstico da situação. Se necessário, haverá rodízio de funcionários para que o serviço no zoológico não seja afetado.

Combate ao fogo

Além do apoio na preservação da fauna, o governo de Brasília enviou na sexta-feira (20) vinte e cinco bombeiros militares para o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. “Trata-se de uma ação de governo, com todo o aval do governador”, reforça o diretor-presidente.

Até agora, segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), 35 mil hectares do parque foram atingidos — mais de 14% da área total.

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, entre os municípios de Alto Paraíso, Cavalcante e Colinas do Sul, tem 240.586,56 hectares e foi declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) em 2001.

 

Fonte: Agência Brasília

Foi publicado nesta terça-feira (26) o edital para a realização de concurso público destinado à contratação de 300 médicos veterinários para o cargo de auditor fiscal federal agropecuário (AFFA), no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A organização do concurso está a cargo da Escola de Administração Fazendária (Esaf) e, o edital, de número 59, pode ser acessado no endereço www.esaf.fazenda.gov.br . Os candidatos deverão ter concluído o curso de medicina veterinária e terem registro ativo nos conselhos regional ou federal da categoria (CRMV e CFMV, respectivamente).

As inscrições deverão ser feitas no período de 02 a 16 de outubro somente pela internet. A taxa de inscrição é de R$ 120. A prova objetiva, composta por 70 questões, terá valor de 120 pontos e será realizada em 26 de novembro. A prova de títulos valerá no máximo dois pontos. A prova discursiva (redação) terá peso de 100 pontos.

O resultado do concurso será divulgado no Diário Oficial da União. O salário inicial dos auditores fiscais será de R$ 14.584,71 e a jornada de trabalho, de 40 horas semanais.

As vagas são divididas da seguinte maneira: 225 para ampla concorrência; 15 para pessoas com deficiência e 60 destinadas à cota para pessoas negras, conforme prevê a lei 12.990/14.

As provas serão realizadas nos 26 estados do país e no Distrito Federal. 

Consulte o edital.

Fonte: Site do Ministériod a Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

 

As visitas a campo para o Censo Agropecuário 2017 começam nesta segunda-feira (2) no Distrito Federal. O levantamento vai percorrer, até fevereiro de 2018, todos os estabelecimentos agropecuários do território.

O objetivo é recolher dados como tamanho das propriedades, atividade desenvolvida, maquinário, assistência técnica e tecnologia empregada. A pesquisa ocorre de forma simultânea em todas as unidades da Federação.

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) prestará apoio operacional aos recenseadores do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) por meio de orientação para deslocamento. Além disso, os escritórios locais servirão como ponto de apoio para as equipes da pesquisa.

Uma vez que os técnicos da empresa têm amplo conhecimento da área rural do DF, a colaboração é importante para alcançar todos os estabelecimentos agropecuários.

“Com isso, é possível levantar a realidade e mostrar a importância da atividade rural para o DF”, destaca o gerente de Desenvolvimento Econômico da Emater-DF, Igor Alves.

A agricultura movimenta R$ 2,4 bilhões por ano no DF — em valores brutos de produção. O cultivo de hortaliças se destaca no conjunto de atividades. A produção de grãos, em especial a de soja, é também fundamental para o setor.

No Distrito Federal, serão 16 recenseadores e 9 agentes censitários supervisores, que também farão a coleta das informações. O questionário tem 150 perguntas, e o tempo médio de aplicação é de 45 minutos.

Os escritórios locais da Emater receberão a identificação dos recenseadores em cada núcleo rural. Para saber qual é o técnico responsável pela região, basta ligar para as unidades da empresa.

As informações coletadas serão armazenadas em tablet e são confidenciais. Elas têm caráter estatístico e não serão divulgadas de forma individual ou com identificação dos produtores rurais.

“O recorte mínimo que usaremos será o de municípios e, no caso do DF, unidade da Federação”, garante o coordenador técnico do Censo Agropecuário do IBGE no DF, João Alves de Lima.

Participam da pesquisa todos os agricultores cujo imóvel rural se enquadre no critério de estabelecimento comercial. Para isso, a propriedade deve abrigar alguma atividade relacionada à exploração agropecuária, como

. Cultivo do solo com culturas permanentes e temporárias
. Criação, recriação ou engorda de animais de grande e médio porte
. Criação de pequenos animais
. Silvicultura
. Reflorestamento
. Extração de produtos vegetais
. Piscicultura

A expectativa do IBGE é que 6 mil propriedades no DF se enquadrem na definição. Em todo o País, serão mais de 5,3 milhões de estabelecimentos.

“O Censo Agropecuário é o maior e mais abrangente estudo feito pelo IBGE para o setor. É o único que bate na porteira de cada um, não se trata de uma pesquisa amostral”, explica Lima.

O levantamento não fará distinção de tamanho do estabelecimento nem da condição jurídica do ocupante (se proprietário, posseiro, parceiro). Também serão visitadas as terras que estejam inseridas em área urbana.

 

Fonte: Secretaria de Agricultura do Distrito Federal

Em agenda no Rio Grande do sul, para visita à Expointer, em Esteio, Eumar Novacki, ministro interino da da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) disse que, em 60 dias, deverá ser anunciado novo modelo de inspeção sanitária. “Contratamos uma consultoria e esperarmos apresentar um modelo que vai fazer verdadeira diferença para o país, um modelo sem burocracia focado nos resultados. É assim que nós precisamos caminhar”, afirmou.

As mudanças, de acordo com o ministro interino, contribuirão para aumentar as exportações brasileiras no setor do agronegócio e atingir a fatia de 10% do mercado mundial no setor, que é a meta do ministério para os próximos cinco anos. Atualmente, essa participação é de 6,9%.

O plano Agro+, que já completou um ano com mais de 700 ações de modernização e de desembaraço realizadas, foi outro instrumento do Mapa voltado para a redução de custos e aumento da competitividade. “Estamos fazendo um trabalho que vai gerar frutos, lá na frente. Em momentos de crise, precisamos ser mais ousados para fazer as mudanças que o Brasil precisa”, declarou.

“Não há crise que resista ao trabalho”, destacou, acrescentando que “o agronegócio é a locomotiva da economia, sendo responsável por cada um de três empregos e quase 30% do Produto Interno Bruto (PIB).

No Palácio Piratini, Novacki, recebeu homenagem do governador do estado, José Ivo Sartori, “por contribuir com a implantação de Delegacias de Polícia Especializadas na Repressão aos Crimes Rurais e de Abigeato (DECRABs).

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Agricultura