Notícias


Produtores rurais que precisam regularizar seus imóveis, propriedades ou posses de acordo com o Novo Código Florestal podem utilizar o Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Veja vídeo explicativo:

http://www.youtube.com/watch?v=rOVzkz0cjug#t=16

Fonte: Portal Brasil – 30/09

O governo federal vai abrir nova chamada, em outubro de 2013, para estudantes que desejam participar do programa Ciência sem Fronteiras. As novas bolsas de estudo serão para vagas em universidades em 17 países, informou na sexta-feira 30 de setembro, a presidente Dilma Rousseff, ao participar do programa semanal Café com a Presidente.

Segundo ela, desde que foi lançado, há dois anos, o programa concedeu mais de 53 mil bolsas a estudantes brasileiros. Desses, 14 mil concluíram seus estudos no exterior, pelo período de um ano, e estão retornando ao Brasil.

A presidente ressaltou que além de "marcar para sempre a vida desses jovens", o Ciência sem Fronteiras vai contribuir para o desenvolvimento da indústria, da economia e da pesquisa no país. "Quando esses jovens voltam às universidades no Brasil trazem novas ideias e experiências e, assim, agregam contribuição para a modernização do ensino e da pesquisa aqui", disse a presidente, ao lembrar que a meta é oferecer 101 mil bolsas de estudo em quatro anos.

Dilma destacou que as bolsas concedidas são em áreas ligadas ao desenvolvimento científico, tecnológico, e à inovação, como engenharia, medicina, ciências biomédicas, da computação, tecnológicas, ciências agrárias, entre outras. Os jovens estudam por um ano em universidades e institutos de pesquisa de alta qualidade no exterior e podem fazer estágio em alguns dos principais laboratórios e empresas do mundo.

Ela ressaltou que o principal critério de seleção do Ciência sem Fronteiras é o mérito do estudante. Para participar, é preciso ter feito, pelo menos, 600 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e ter um bom desempenho no curso superior que faz aqui no Brasil. O governo paga todos os custos do estudante no exterior, incluindo a mensalidade da universidade, o alojamento e a alimentação.

Os principais países de destino dos estudantes do Ciência sem Fronteiras são Estados Unidos, Canadá, França, Inglaterra, Alemanha e Coreia do Sul. Para facilitar o aprendizado, o governo brasileiro oferece um curso de línguas de até seis meses no país de destino.

Fonte: Agência Brasil – 1º/10/2013

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Distrito Federal (CRMV-DF) participou da última edição do Ação Global, realizado no sábado (18). O evento foi realizado pela Rede Globo e o Sesi, no Centro de Ensino 510, do Recanto das Emas.

Os realizadores convidaram o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) para participar do evento no Distrito Federal e mais 4 estados. Este, por sua vez, contou com o apoio dos regionais para conduzir às atividades dirigidas a comunidade.

Quem visitou o estande do sistema CFMV/CRMVs pode conhecer a Campanha Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Selvagens dirigida ao público infantil. Foram distribuídas cartilhas com jogos e esclarecimentos sobre o tema. João Nunes Lopes acompanhou suas filhas e afirmou ser importante a conscientização das crianças. “Elas gostam muito de animais. Uma delas tem alergia a pelos, por isso não temos um animal de estimação, mas quando vê bicho, elas adoram” afirmou o pai zeloso.


Na sala as crianças se divertiam com historinhas sobre maus tratos de animais, contadas por uma equipe de animadores, além de pintura de rosto e balões dobrados em formato de bichos.

 

De Ascom/CRMV-DF – 20 de junho de 2013