Os médicos-veterinários, zootecnistas e estudantes de ambas as profissões devem buscar o serviço de saúde  para profilaxia pré-exposição a Raiva  Humana. O procedimento é indicado para pessoas com risco de exposição permanente ao vírus da doença, durante atividades ocupacionais exercidas por profissionais como:

     1) Médicos veterinários, biólogos, profissionais e auxiliares de laboratório de virologia e anatomopatologia para a raiva;

     2) Estudantes de medicina veterinária, zootecnia, biologia, técnicos agropecuários;

     3) Profissionais que atuam no campo na captura, vacinação, identificação e classificação de mamíferos passíveis de portarem o vírus (cães, gatos, bovídeos, equídeos, caprinos, ovinos e suínos), bem como funcionários de zoológicos e clínicas veterinárias e pet shop;

     4) Pessoas que desenvolvem trabalho de campo (pesquisas, investigações eco epidemiológicas) com animais silvestres (morcegos, macacos, canídeos silvestres, dentre outros); Espeleólogos, guias de ecoturismo, pescadores e outros profissionais que trabalham em áreas de risco.

Os profissionais que têm indicação de profilaxia pré-exposição conforme listados acima devem procurar as unidades de referência da sua área de residência para receber a vacina. O interessado deverá apresentar comprovante de atividade ocupacional de risco ao vírus da raiva (carteira profissional, crachá funcional, declaração laboral, declaração escolar).

A lista de locais, dias e horário de atendimento em que se realiza a profilaxia contra a raiva humana pré-exposição, está disponível no link abaixo:

http://www.saude.df.gov.br/wp-conteudo/uploads/2018/05/Lista-de-locais-de-aplicacao-antirrabica-pre-exposicao-03.11.pdf

 

Assessoria de Comunicação Social do CRMV-DF com  informações da Secretaria de Saúde do Distrito Federal.

07 de abril de  2021